JornalismoLinguagemAtualidade

Cortes e Recortes

  • CRISE NA METODISTA – SP

    Publicado por Carlos Chaparro em 29 de janeiro de 2018

    CARTA ABERTA
    dos ex-docentes
    do POSCOM-Metodista
    à Comunidade Acadêmica

     

    “Estão sendo impostas graves dificuldades financeiras aos docentes descartados pela Metodista, algo inconcebível diante da história dessa instituição e de tudo que ela representa no contexto educacional do nosso país.”

     

    O tratamento de quase “capitalismo selvagem”. de que vêm sendo vítimas os 50 professores há cerca de dois meses demitidos pela Universidade Metodista de São Paulo, exige persistência nas manifestações de solidariedade do meio acadêmico aos colegas desempregados. E para que a injustiça praticada e o desatino administrativo que a causou não caiam no esquecimento, chamo a atenção para a Carta Aberta dos ex-docentes do Programa de Pós-Graduação em Comunicação Social da Metodista, recentemente divulgada, da qual publico, abaixo, parte do seu trecho inicial, com link para a íntegra da Carta. No documento, os docentes demitidos expressam a amargura, o desamparo, o desencanto e a sua indignação pelo ofensivo tratamento recebido.

     

    ***

    “Nós, agora ex-docentes do Programa de Pós-Graduação em Comunicação Social da Metodista, além de termos que viver esta situação, testemunhamos a destruição de um projeto do qual celebraríamos 40 anos neste 2018. Por isso, dirigimo-nos aos nossos colegas, demitidos e não demitidos da Metodista, àqueles vinculados a outras instituições, e aos nossos alunos/orientandos, que foram submetidos às terríveis consequências de todo este processo, para compartilhar a decisão de não reivindicarmos nossa reintegração.”

    ===============

    (Leia a íntegra da Carta Aberta – http://oxisdaquestao.com.br/wp-content/uploads/2018/01/Carta-aberta-soa-docentes-demitidos.pdf)

  • LUTA PELO ENSINO!

    Publicado por Carlos Chaparro em 14 de dezembro de 2017

    Alunos mobilizados  em Defesa da  Universidade Metodista

        IMG-20171214-WA0002

    A articulação dos alunos da Pós-Graduação em Comunicação (PósCom) da Universidade Metodista começou no último dia 7 de dezembro, com a demissão arbitrária da coordenadora do programa, a Profa. Dra. Marli dos Santos. Na esteira dessa demissão vieram ainda o afastamento de mais sete professores do programa (José Salvador Faro, Magali Cunha, Sebastião Squirra, Daniel Galindo, Elisabeth Gonçalves, Wilson da Costa Bueno, Cicilia Kroling Peruzzo, – alguns demitidos sumariamente, outros por não aceitarem a redução de sua jornada de trabalho).

    Sentindo-se lesados pela perda dos seus orientadores, os cerca de 60 alunos do programa se mobilizaram para protestar contra o desmonte, que prejudica de maneira direta suas pesquisas de mestrado e doutorado. “Na Metodista escolhemos o nosso orientador antes de entrar no programa e a saída desse profissional compromete a qualidade e continuidade das pesquisas em andamento”, dizem os mestrandos e doutorandos do curso. 

    Há alunos em fase de finalização de suas teses e dissertações, com entrega prevista para fevereiro de 2018, que terão seus projetos inteiramente destroçados.

    Várias manifestações estão sendo organizadas. A primeira delas ocorreu ontem, dia 14/12, às 18h., em frente à sede da instituição.

    Como as demissões não ocorrem apenas no programa de comunicação, alunos de outras áreas da Universidade como Letras, Ciências da Religião, Filosofia e Matemática, também se uniram ao grupo para demonstrar suas insatisfações com os desmandos da diretoria da instituição.

cursos

Curso de jornalismo – aula 1

Aula 1 - Fundamentos introdutórios

Mais vídeo aulas